Lanterna de sucata

Que tal transformar uma garrafa de detergente em lanterna?

Materiais:

  • 1 garrafa vazia de detergente líquido
  • lâmpada com suporte
  • 2 prendedores de papel de latão
  • 1 clipe de papel
  • 2 pedaços de fio elétrico encapados com pontas descascadas
  • tesoura
  • folha de alumínio
  • cola
  • fita adesiva
  • 2 pilhas grandes

Instruções

Passo 1

Com uma tesoura, corte a parte de cima de uma garrafa de detergente vazia, tire a tampinha e vire a parte que você cortou, formando um funil.

Passo 2

Forre o espaço interno do funil colando pedacinhos de folha de alumínio. Deixe o espaço do buraco do funil aberto.

Passo 3

Encaixe a lâmpada com suporte dentro do pescoço do funil e prenda com fita adesiva.

Passo 4

Faça um interruptor encaixando dois prendedores de papel na lateral da garrafa. Em seguida, prenda um clipe de papel num dos prendedores, do lado de fora da garrafa.

Passo 5

Junte as duas pilhas (pólo negativo da de cima com pólo positivo da de baixo) e prenda-as com a fita adesiva. Prenda uma das pontas descascadas de um dos fios na base da pilha de baixo (pólo negativo) e a outra ponta na parte interna de um dos prendedores de papel encaixados na lateral da garrafa.

Passo 6

Ligue outro pedaço de fio a uma das extremidades do suporte de lâmpada preso ao topo da garrafa.

Passo 7

Complete o circuito ligando o terceiro pedaço de fio elétrico à outra extremidade do suporte de lâmpada e ao pólo positivo da lâmpada superior. Prenda o fio na pilha com fita adesiva.

Passo 8

Preencha o interior da garrafa com jornal amassado para que as pilhas não saiam do lugar.

Passo 9

Para ligar a lanterna, encoste a outra ponta do clipe de papel preso a um dos prendedores de papel do lado externo da garrafa no outro prendedor de papel. Isso fechará a brecha do circuito, fazendo a corrente seguir o seu caminho e acendendo a lâmpada.

Por que isso acontece?

Você formou um circuito com interruptor. A folha de alumínio no topo da garrafa faz refletir a luz da lâmpada, produzindo um facho de luz que é projetado para frente.

Consultoria:

Professora Ivana de Almeida, do Colégio Magno, São Paulo, SP.